Olá!

setembro 23, 2009

Bem-vind@ ao meu blog ou ao meu depósito digital. Há mais de três décadas venho parindo imagens.  Nesse tempo todo, já devo ter produzido mais de cinco mil delas. Muitas se perderam ou repousam para sempre (ou quase) no cemitério das publicações impressas. Depois da internet, já tentei ressuscitar algumas delas. Acabei desistindo, pois bateu uma preguiça dos diabos. Com a onda dos blogs, tomei coragem e retomei os projetos esquecidos. E olhe eu novamente procurando canseira!

Ao contrário do que pode sugerir, a figura da foto não tem nada a ver o desenho idealizado por Da Vince, nem tampouco com medidas áureas. Aos contrário, este é o homem de poucas virtudes... numa foto de meu filho, também Menandro.

Ao contrário do que pode sugerir, a figura da foto não tem nada a ver com algo idealizado por Vitrúvio ou Leonardo Da Vinci, nem tampouco com medidas áureas. Aos contrário, este é um homem de poucas virtudes... pois sou eu mesmo, aqui, numa foto de meu filho, também Menandro.

Por Leonardo Da Vinci

Por Leonardo Da Vinci

Assim, você encontrará disponibilizados, aqui, alguns trabalhos de minha autoria – produções imagético-icônicas – tanto do paradigma pré-fotográfico, quanto do pós-fotográfico, passando pelo paradigma fotográfico, para usar a denominação de Santaella. Desenhos, pinturas, charges, cartuns, caricaturas, foto-montagens, fotografias, peças de design gráfico, vídeos, imagens de síntese, (além de alguns ensaios que pratico com um mix de ferramentas analógicas e digitais),  são algumas das modalidades da comunicação visual nas quais me manifesto plasticamente. Nada do outro mundo, mas foi o que consegui fazer.

Chega de muito lero-lero. Tenho outros sites que solto o verbo. Aqui, porém, vou resistir. As imagens falarão por mim. Caso você não entenda, caro leitor, brigue com elas, e não comigo… Me inclua fora dessa briga! O que eu quero é Paz!

Verdadeiramente, este é um blog sem palavras! Ou, pelo menos, com bem pouquinhas!…

Este trabalho foi exposto no Salão de Humor de Montral, Canadá.

Este trabalho, ou um parecido com este, foi exposto no Salão de Humor de Montreal, Canadá. Com muito risco, eu vou brigando, como posso, pela PAZ. Claro que não a dos cemitérios (isola!), mas uma bem humana, com conflitos permanentemente superados. Ele foi também publicado no Jornal a Tarde.